BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Transporte nos animais 7 de Maio de 2009

circulatorio2

 

Tal como acontece com as plantas, os animais também necessitam de efectuar trocas com o meio exterior , nomeadamente, de receber oxigénio e nutrientes e eliminar dióxido de carbono e outros materiais decorrentes do processo metabólico. Assim, em todos os animais, as células estão rodeadas por um fluido intersticial, com o qual estabelecem as trocas de materiais. À medida que os animais se tornam mais complexos, os seus sistemas de transporte tornam-se mais especializados.

 

O sistema de transporte deverá:
· garantir a rápida chegada de nutrientes e oxigénio às células e eliminar dióxido de carbono e outros produtos resultantes do metabolismo;
· assegurar a distribuição de calor metabólico no organismo, a defesa do organismo contra substâncias estranhas e o transporte de hormonas.

Anúncios
 

Sistema de transporte das plantas vasculares : o xilema e o floema 26 de Abril de 2009

Filed under: Uncategorized — Prof. Cristina Vitória @ 16:34
Tags: , , , , , , , ,

xilema_floema_1Xilema – Também designado por lenho ou tecido traqueano, especializado na condução de água e sais minerais desde a raiz até aos restantes órgãos das plantas, transporta a seiva xilémica ou seiva bruta (água e sais minerais) e é constituído por quatro tipos de células:
Elementos de vaso: células mortas com espessamentos nas paredes laterais de lenhina, o que lhes confere rigidez. A sua principal função é a condução de água e sais minerais.
Traqueídos: distinguem-se dos anteriores por possuírem perfurações.
Fibras lenhosas: células mortas muito longas e com paredes espessas. Têm função de transporte.
Parênquima lenhoso: constituído por células vivas de paredes celulares finas. Têm função de reserva.

Floema – Também designado por líber ou tecido crivoso é especializado no transporte de água e de substâncias orgânicas, resultantes da fotossíntese, desde as folhas até aos outros órgãos das plantas. Transporta a seiva floémica ou seiva elaborada (água, sais minerais e compostos orgânicos) e é constituído por quatro tipos de células:
Células do tubo crivoso: células vivas muito especializadas que se ligam-se entre si topo a topo, e cujas paredes transversais, com orifícios, constituem as placas crivosas. A principal função é a condução de água e substâncias orgânicas.
Células de companhia: células vivas que se situam perto das células dos tubos crivosos, com as quais estabelecem ligações citoplasmáticas.
Fibras liberinas: constituídas por células mortas com paredes espessas. A sua principal função é a de suporte.
Parênquima liberino: constituído por células vivas de paredes finas pouco diferenciadas. A sua função é de reserva.

 

Sistema de transporte das plantas vasculares 24 de Abril de 2009

Filed under: Uncategorized — Prof. Cristina Vitória @ 15:03
Tags: , , , , , ,

seivas_circulacao_11As plantas vasculares desenvolveram não só um sistema radicular que lhes permite absorver do exterior água e sais minerais, mas também um sistema condutor formado por dois tipos de vasos – o xilema, que transporta essencialmente água e sais minerais e o floema, que transporta água, compostos orgânicos e sais minerais.

 

Transporte nas Plantas

Filed under: Uncategorized — Prof. Cristina Vitória @ 10:51
Tags: , , , , ,
runyon21Objectivos
Compreender a complexidade dos mecanismos de transporte;
Relacionar o nível de complexidade das plantas com a sua evolução;

Identificar os diferentes tecidos especializados no transporte nas plantas.

 

 

O transporte nas plantas vasculares
Nos seres vivos pluricelulares, como a maioria das plantas e dos animais, as células encontram-se bastante afastadas das superfícies através das quais se estabelecem as trocas com o meio exterior.

 

O sucesso evolutivo das plantas deve-se à sua adaptação ao meio terrestre, através de mudanças estruturais, verificando-se, ao longo do tempo, um aumento de complexidade e, consequentemente, de diversidade. Efectivamente, enquanto num meio aquático os organismos fotossintéticos encontram, dissolvidos na água, todos os materiais de que necessitam para a fotossíntese, no meio terrestre, a acessibilidade à água torna-se crítica, sendo necessário criar sistemas de transporte específicos.
O “aparecimento” de tecidos especializados de transporte foi de enorme importância na evolução das plantas terrestres, relacionando-se com o aparecimento e o sucesso de plantas de grande porte.

A maioria das plantas terrestres apresenta tecidos especializados no transporte – plantas vasculares.

 

 

Transporte na Membrana 16 de Março de 2009

Filed under: Uncategorized — Prof. Cristina Vitória @ 13:15
Tags: ,