BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Meteoro ou meteorito? Depende do momento 16 de Fevereiro de 2013

Situações como a que ocorreu na Rússia não são raras, mas em geral não se podem prever.

Foi um “meteoro” ou “meteorito” o que caiu na Rússia nesta sexta-feira, provocando centenas de feridos? Ambos, explica Rui Jorge Agostinho, director do Observatório Astronómico de Lisboa.

Na terminologia científica, há três nomes para um corpo celeste como aquele. Quando ainda está a navegar no espaço, diz-se “meteoróide”. No momento em que atinge a atmosfera terrestre, passa a “meteoro” – que é o nome que se dá não à partícula em si, mas ao rasto luminoso que deixa no céu, devido à combustão causada pelo atrito com o ar.

Muitos meteoros não passam disso, com o corpo que veio do espaço a desintegrar-se na atmosfera. Mas se alguns resíduos chegam ao chão e são encontrados, então a estes chamam-se “meteoritos”.

“Obviamente que neste caso há meteoritos”, afirma Rui Agostinho, com base nas imagens até agora divulgadas do episódio na Rússia.

A esmagadora maioria dos meteoritos que chegam à Terra provêm da cintura de asteróides que existe entre Marte e Júpiter. Quando os asteróides chocam entre si, explica Rui Agostinho, muitas vezes ejectam material desta cintura para o interior do sistema solar. Algumas destas partículas podem chegar à Terra, como ocorreu na Rússia.

751511

Partículas como estas viajam a velocidades hipersónicas. Segundo as autoridades russas, o meteoro desta sexta-feira terá entrado na atmosfera a 30 quilómetros por segundo, quase 90 vezes a velocidade do som. Sob o atrito do ar, o meteoro trava até atingir a barreira do som. “Neste momento dá-se uma explosão sónica”, afirma Rui Agostinho.

Foi a onda sonora desta explosão que causou a maior parte dos danos na Rússia, sobretudo vidros partidos.

O episódio ocorrido na Rússia não é raro. “Objectos com aquele tamanho até são relativamente frequentes. Mas nem todos chegam até ao chão”, afirma Rui Agostinho. Situações semelhantes podem ocorrer em qualquer parte do mundo, com consequências distintas caso se dêem sobre o mar ou regiões despovoadas, ou em áreas urbanas. (more…)

 

Curiosidades do Corpo Humano 6 de Maio de 2009

mgz_74_cancer_human-body_size3002OUVIDOS
• O estribo, um dos ossículos internos do ouvido, mede cerca de 2,5/3 cm;
• O tímpano é mais ou menos do tamanho da unha do dedo mínimo;
• No percurso do tímpano ao estribo a pressão da onda sonora é aumentada 20 vezes, de modo a estimular as células ciliares situadas no caracol.

PELE

• A pele é o órgão mais pesado do corpo: a de um adulto pesa entre 4 e 9 kg;
• Num único centímetro de pele existe:
— 65 pequenos músculos ligados a outros tantos pêlos;
— 70 receptores do calor;
— 15 receptores do frio;
— 100 glândulas sebáceas;
— Mais de 500 glândulas sudoríparas;
— dezenas de milhões de células.

CABELOS
• Diariamente, perdemos cerca de 80 cabelos;
• O homem tem cerca de 5 milhões de pêlos no seu corpo;
• Os pêlos das pestanas renovam-se de 6 em 6 meses.

ESTÔMAGO E INTESTINO
• A comida pode permanecer no estômago entre 2 a 5 horas;
• O intestino tem cerca de 7 metros de comprimento;
• Um adulto come cerca de 500 kg por ano.

SANGUE O CORAÇÃO
• Se pudéssemos seguir o percurso de uma gota de sangue, vê-la-íamos passar pelo coração mais de 1000 vezes por dia;
• O coração bate num dia mais de 100 mil vezes;
• O sistema circulatório contém 4,5 litros de sangue;
• O coração de um recém-nascido bate entre 130 e 140 vezes num minuto; o de um adulto, entre 60 e 80 vezes;
• Um milímetro cúbico de sangue contém cerca de 5 milhões de glóbulos vermelhos.

RINS E BEXIGA
• Os rins depuram diariamente quase 500 litros de sangue;
• O organismo produz cerca de 1,5 litros de urina por dia (a quantidade varia consoante os líquidos ingeridos);
• Os rins têm 12 cm de comprimento e 5 cm de largura;
• A bexiga pode conter até 300 mililitros de urina.

MÚSCULOS
• Os músculos podem representar 40% do peso do corpo humano;
• Só no rosto estão em actividade mais de 40 músculos que utilizamos para assumir as diferentes expressões;
• Para rir usamos cerca de 20 músculos.

UNHAS
• Se não forem cortadas, as unhas podem atingir 30 cm de comprimento;
• As unhas das mãos renovam-se completamente em 6 meses.

FETO
• Nos primeiros três meses as células do embrião aumentam 2,5 milhões de vezes;
• O cordão umbilical tem cerca de 50 cm de comprimento e entre 2 e 2 cm de largura.