BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Sonda da NASA confirma duas previsões da teoria da relatividade de Einstein 5 de Maio de 2011

Duas previsões da teoria da relatividade de Einstein foram confirmadas por testes feitos na órbita da Terra por uma sonda da NASA, num projecto que foi imaginado há 52 anos.

O objectivo era perceber qual o efeito da gravidade da Terra na quarta dimensão que o Nobel da Física, Albert Einstein, definiu como espaço-tempo. Esta dimensão pode ser vista como um tecido ou uma matriz onde os corpos celestes estão colocados.

Segundo a teoria, um corpo do tamanho da Terra, devido à sua gravidade, exerce o mesmo tipo de força sobre este tecido que uma pessoa pesada exerce sobre um trampolim. A rotação do nosso planeta também provoca um arrastamento neste tecido de espaço-tempo.

“Imaginemos a Terra, como se estivesse imersa em mel. À medida que o planeta roda e orbita à volta do Sol, o mel à volta iria deformar-se e fazer um remoinho, e passa-se o mesmo com o espaço e o tempo”, disse Francis Everitt, investigador principal desta missão, da Universidade de Stanford, Estados Unidos.

Esta deformação acontece também com as estrelas ou os buracos negros, e traz, supostamente, consequências físicas que os cientistas da NASA foram à procura. (more…)

 

Dados primeiros passos para detectar ondas gravitacionais 22 de Agosto de 2009

ondas gravitacionaisUm laboratório norte-americano que estuda as origens do Universo ainda não conseguiu detectar as ondas gravitacionais previstas pelo físico Albert Einstein há quase um século, mas deu já os primeiros passos importantes.

Segundo a edição desta semana da revista Nature, o Laser Interferometer Gravitational Wave Laboratory (LIGO), integrado por três detectores e que desde 2005 procura provas dessas deformações do espaço-tempo, conseguiu remontar à origem do Universo até 60 segundos depois do seu começo.

Embora alguns modelos teóricos do que aconteceu nos primeiros momentos do cosmos indiquem que as ondas gravitacionais deveriam ser visíveis pelo LIGO, isso não aconteceu até agora. (more…)