BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Cientistas filmam orca branca adulta pela primeira vez 26 de Abril de 2012

Só a barbatana mede dois metros. A sua imagem alva a despontar das águas geladas ao largo da península de Kamchatka, na costa oriental da Rússia, inspirou-lhe o nome: “Iceberg”. É a primeira orca branca adulta avistada em estado selvagem. (Veja o vídeo)

O anúncio foi feito esta segunda-feira por uma equipa de investigadores das universidades de Moscovo e de São Petesburgo que há 12 anos estuda os hábitos sociais das baleias numa zona próxima das ilhas Commander, no âmbito do projecto FEROP (Far East Russia Orca Project).

Nos últimos anos, os cientistas já tinham avistado outras orcas brancas, mas apenas juvenis. “Iceberg” é, no entanto, um macho que já atingiu a maturidade e que poderá ter cerca de 16 anos ou mais. Está integrado num grupo de 12 orcas. Os cientistas têm vindo a estudar 61 grupos distintos que vivem na região.

Para Erich Hoyt, co-director do projecto FEROP, poder visualizar uma raridade da natureza como uma orca branca é um incentivo para manter intocável a área protegida marinha que a Rússia estabeleceu à volta das ilhas Commander. Planos para a sua expansão (more…)

Anúncios
 

Até quando vamos ter água boa para beber? 24 de Abril de 2012

Equipa do CCIAM estuda as vulnerabilidades do sistema da EPAL.

A mudança climática actual já teve efeitos sobre o ambiente natural, incluindo nos recursos hídricos. Mas, mudanças ainda maiores são esperadas durante o século XXI.

Segundo uma equipa de investigadores do CCIAM (Climate Change Impacts, Adaptation and Mitigation Research Group), um grupo integrado no laboratório S.I.M (Sistemas, Instrumentalização e Modelação), Faculdade de Ciências de Lisboa, no sul da Europa, a precipitação vai muito provavelmente diminuir e os eventos extremos (incluindo inundações e secas) serão mais frequentes.

Neste contexto, este grupo de investigação ligado às alterações climáticas começou a estudar as vulnerabilidades de médio e longo prazo do sistema da EPAL (Empresa Portuguesa das Águas Livres) para a mudança climática, fornecendo assim informações para o planeamento e apoio à decisão. Intitulado «ADAPTACLIMA-EPAL», neste projecto os investigadores estão a fazer um plano estratégico de adaptação da EPAL aos cenários de alterações climáticas. Ou seja, “períodos de seca como o que estamos a sofrer agora, e já sofremos em 2003 e 2005, terão tendência a acontecer cada vez mais, com características um pouco diferentes. Por isso, modelamos esses cenários e tentamos perceber qual a melhor estratégia para a EPAL se adaptar a este clima em mudança”, explica David Avelar ao Ciência Hoje. Segundo o biólogo da equipa do CCIAM, o intuito, num sentido geral, é perceber se no futuro iremos ter água boa para beber.Desde que iniciou, em 2010, o estudo já modelou os cenários climáticos e socioeconómicos para a região da EPAL, que é toda a bacia do Tejo. Isto é, “já sabemos como é que vai ser a (more…)
 

Música com sons da natureza para o Dia da Terra 23 de Abril de 2012

Para celebrar o Dia da Terra, com a colaboração do compositor Diego Stocco, criou-se uma experiência totalmente musical natural . Todos os sons que se ouvem nesta peça, foram criados em tempo real, usando instrumentos previstos pela própria Mãe Natureza. Excelente composição, feita com muita imaginação e com um excelente resultado. Então, use dois minutos do seu dia para fazer uma pausa, refletir, e provavelmente até mesmo dançar.

 

Hoje é o Dia da Terra 22 de Abril de 2012

O Dia da Terra foi criado pelo senador americano Gaylord Nelson, no dia 22 de Abril de 1970.

Tem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.

A primeira manifestação teve lugar em 22 de abril de 1970. Foi iniciada pelo senador Gaylord Nelson, ativista ambiental, para a criação de uma agenda ambiental. Para esta manifestação participaram duas mil universidades, dez mil escolas primárias e secundárias e centenas de comunidades. A pressão social teve seus sucessos e o governos dos Estados Unidos criaram a Agência de Proteção Ambiental (Environmental Protection Agency) e uma série de leis destinadas à proteção do meio ambiente.

Para mais informação:Dia da Terra

 

Toda a costa portuguesa está exposta a tsunamis 20 de Abril de 2012

O antigo reitor da Universidade de Coimbra Fernando Rebelo defendeu hoje que toda a costa portuguesa está sujeita ao risco de tsunami, e não apenas a sul de Peniche, como consta no Mapa Oficial de Riscos.

O académico falava em Aveiro, no Instituto Superior de Ciências da Informação e da Administração, sobre o tema «O Litoral e riscos naturais», no VII Encontro Nacional de Riscos e I Fórum sobre Riscos e Segurança, em que teceu várias críticas ao Mapa Oficial de Riscos, publicado em 2006, em anexo ao Plano Nacional da Política de Ordenamento do Território.

Embora reconhecendo que o risco é maior na costa alentejana e no Algarve, o geógrafo considerou que “um mapa de riscos de tsunami tem de ser bem pensado para Portugal” e salientou que, de acordo com dados históricos, o tsunami que se seguiu ao terramoto de 1755 teve efeitos conhecidos na Irlanda e a norte de Londres, ou mesmo na Suécia, para concluir que “o risco de tsunami está em toda a costa portuguesa”.Referiu também um artigo publicado por um grupo de geógrafos franceses que visitou Portugal e no qual estes especialistas defendem que todas as praias portuguesas devem muito ao tsunami que se seguiu ao terramoto de 1755, que terá arrastado muita areia do fundo [do mar] para as praias. (more…)
 

As camas dos orangotangos são obras de engenharia

Os orangotangos ganham aos chimpanzés e gorilas, pelo menos na questão das camas. Entre os grandes símios, os orangotangos são aqueles que fabricam as camas mais elaborados e que duram mais tempo. Mas nunca se tinha estudado aprofundadamente as suas camas, ou ninhos, que permanecem nas árvores da floresta tropical, no arquipélago da Indonésia, depois de os seus donos terem continuado viagem. Agora, uma equipa de cientistas britânicos descobriu que estas estruturas são uma obra de engenharia complexa, a começar na forma como os orangotangos utilizam os galhos das árvores na sua construção.

O estudo, publicado nesta semana na revista norte-americana Proceedings of the National Academy of Science, é da equipa  de Roland Ennos, da Universidade de Manchester, no Reino Unido.
Aparentemente há uma tradição nos grandes símios – chimpanzés, bonobos, gorilas, orangotangos –, para construírem ninhos complexos. “Assim que deixam de mamar, todos os grandes símios constroem ninhos quase diariamente”, explica a equipa no artigo. É um processo inato, cujo desempenho melhora quando os indivíduos têm a oportunidade de observar um adulto a fazê-lo. Normalmente, os ninhos são feitos nas árvores, onde o sono é mais descansado, há uma protecção acrescida contra os predadores e menos insectos parasitas. (more…)

 

Doença pulmonar é quinta causa de morte em Portugal 19 de Abril de 2012

Especialistas alertam para factores de risco e sintomas da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), doença crónica e incapacitante, com elevada incidência em Portugal, durante o Mês do Pulmão, que se celebra em Abril.

Um estudo recente confirma que “a doença pulmonar é quinta causa de morte em Portugal e atinge cerca de 15 por cento dos portugueses acima dos 40 anos”, mas é uma condição que se pode prevenir e tratar.

O pneumologista José Reis Ferreira explica que a DPOC é caracterizada “por falta de ar, tosse, aumento da produção de expectoração e impede as pessoas de realizar tarefas diárias banais como, por exemplo, conduzir ou subir escadas, fazer a cama ou vestir-se”. Quem sofre de uma componente pulmonar com efeitos sistémicos significativos que contribuem para a gravidade das manifestações clínicas. A DPOC provoca um conjunto de alterações, incluindo as que levam a uma limitação da tolerância ao exercício e que conduzem a uma deterioração progressiva da qualidade de vida do doente. (more…)