BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Cientistas conseguem inverter relógio celular 14 de Março de 2011

Técnicas de rejuvenescimento não precisam de células embrionárias.

Uma equipa de investigadores da Universidade Central de Taiwan obteve um importante avanço científico em relação a técnicas de rejuvenescimento celular. Os cientistas inverteram o relógio celular com a injecção de genes.

O grupo de trabalho da universidade e do Hospital Geral Cathay injectaram quatro genes (Out4, Sox2, Klf4 e c-Myc) em células maduras – consideradas “a chave da vida”, segundo um dos investigadores do Hospital de Cathay, Ling Qingdong. A medida permitiu que o relógio celular regredisse e voltasse ao início, a um estado semelhante ao da fertilização.

A técnica não exige a injecção dos genes em vírus, o que evita a contaminação, e não necessita de células embrionárias, acrescentou Ling. As experiências tiveram êxito de 0,3 a um por cento – o que significa que ainda é necessário fazer muita mais investigação antes de serem aplicadas em técnicas de rejuvenescimento, disse o professor Akon Higuchi, da Universidade Central de Taiwan.

A equipa informou ainda que desenvolveu um método capaz de recolher rapidamente células estaminais, uma técnica que poderá um dia ser usado no tratamento da leucemia, segundo reportaram.

O processo consiste em usar uma estrutura cúbica, uma membrana celular nanométrica que pode filtrar e poder recolher células estaminais em 1/10 do tempo normal. Esta técnica também ajuda a aumentar a velocidade a que crescem células estaminais cultivadas até pelo menos seis vezes mais. 

As células do cordão umbilical não existem em grande quantidade, ao nível de armazenamento, e, por isso, quanto mais rapidamente forem recolhidas, mais devagar irão envelhecer, sustentou Qingdong.

Ciência Hoje 11/03/11

Advertisements