BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Elefantes sabem como cooperar 8 de Março de 2011

Uma nova experiência científica revelou que os elefantes sabem quando precisam da ajuda de um companheiro. Segundo a BBC, os investigadores puseram dois parquidermes em frente a uma plataforma à qual só podiam aceder se os dois puxassem por duas cordas. A aparente capacidade de compreensão de que precisam de cooperar prova que os elefantes pertencem ao “grupo de elite” dos animais inteligentes, defendem os cientistas, cujo estudo foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

 O coordenador do estudo, Joshua Plotni, da Universidade de Cambridge, em Inglaterra, disse ser muito importante conseguir-se avaliar o comportamento dos elefantes com todo este detalhe. “É tão difícil trabalhar com elefantes por causa do seu tamanho”, sublinhou. “Vemo-los fazer coisas espantosas em estado selvagem, mas com esta experiência podemos, de facto, confirmar que eles estavam a cooperar um com o outro”, enfatizou.

 Os elefantes asiáticos (Elephas maximus) utilizados neste teste científico já tinham sido ensinados que ao puxarem pela ponta da corda, a plataforma chegava até eles e que esta continha comida. A corda foi colocada em volta da plataforma, o que significava que, se puxassem apenas por uma ponta, a plataforma não de deslocaria. Mas se cada um dos elefantes puxasse a sua ponta, a plataforma chegaria até eles com as iguarias.

“Quando libertámos primeiro um elefante, ele esperou pelo parceiro antes de começar a puxar a corda”, contou Joshua Plotni. “Eles aprenderam esta regra mais de pressa do que os chimpazés colocados perante o mesmo problema”. O elefante mais novo depressa aprendeu que não tinha que fazer nada para obter a comida. Bastava-lhe colocar a pata em cima da corda e esperar que o companheiro puxasse a outra ponta.

 Muitos cientistas, fotógrafos e realizadores de filmes já surpreenderam elefantes no seu habitat natural a ajudarem companheiros que se tinham enterrado na lama. Também há registos de elefantes a chorarem os seus mortos.

Jornal de Notícias 08/03/11