BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

«Top 10» das espécies descobertas em 2009 27 de Maio de 2010

A lista pretende chamar a atenção para a importância da biodiversidade.

O Instituto Internacional de Exploração de Espécies (IISE, siglas no original em inglês), da Universidade do Arizona, já divulgou as espécies descobertas e registadas em 2009. Um peixe rã com aparência psicadélica e uma esponja carnívora encontram-se entre as dez descobertas mais importantes. Esta lista é realizada todos os anos pelo instituto citado e por um comité internacional de taxonomistas.

Em comunicado, o instituto explica que “o destaque que se dá a dez espécies pretende chamar a atenção, de uma forma divertida, para a importância dos museus de História Natural, dos Jardins Botânicos e para o tema da biodiversidade”.

Quentin Wheeler, director do IISE, explica que “classificar espécies de todo o mundo e as suas características únicas são parte fundamental para entender a história da vida. Interessa-nos para enfrentarmos o desafio de viver num planeta em constante mudança”.

As espécies que fazem parte deste “top dez” de 2009 foram eleitas entre milhares descobertas um pouco por todo o mundo, no ano transacto, deste o continente africano, passando por países como Indonésia, Madagáscar, Nova Zelândia, Birmânia, Tailândia, Estados Unidos e Uruguai.
Além do peixe-rã (Histiophryne psychedelica) e da esponja carnívora Chondrocladia (Meliiderma) turbiformis encontram-se na lista um peixe com dentes tipo presas (Danionella dracula), encontrado na Birmânia, uma aranha dourada (Nephila komaci), a primeira espécie de Nephila descrita desde 1879 e um verme (Swima bombiviridis) descoberto ao largo da costa central da Califórnia.

Do golfo da Tailândia vem uma lesma do mar (Aiteng ater) que se alimenta de insectos, o que é caso único. Há também uma nova espécie de cogumelo – o Phallus drewesii – encontrado na ilha de São Tomé.
Há também um peixe eléctrico (Gymnotus omarorum), uma planta carnívora “gigante” (Nepenthes attenboroughii) e um tipo estranho de tubérculo, o Dioscorea orangeana.

Esta lista anual, que começou a ser feita em 2007, serve igualmente para assinalar o nascimento de Carl von Linné (Suécia, 1707-1778), que inventou o modelo moderno de classificação de plantas e animais. Desde o início do seu trabalho, foram descritas e classificadas 1,8 milhões de espécies. Os cientistas acreditam que existem entre 2 a 100 milhões de espécies na Terra.

Ciência Hoje 26/05/10