BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Dinossauros tinham penas laranja, pretas e brancas 29 de Janeiro de 2010

O.K., os dinossauros tinham penas, pelo menos alguns deles, e eram mesmo aparentados com as aves. E de que cor eram as penas deles? Ninguém sabia de que cores se pintavam estes bichos, mas agora fósseis descobertos na China revelam pela primeira vez os padrões do casaco de penas de duas espécies.

O terópode “Sinosauropteryx”, um pequeno dinossauro bípede que vivia há cerca de 125 milhões de anos, tinha anéis alternados de laranja e branco, até à cauda, e a ave primitiva “Confuciusornis” tinha manchqas de branco, vermelho e castanho alaranjado ao longo do corpo. Os cientistas, que relatam esta descoberta na revista “Nature”, chegaram a estas conclusões estudando dois tipos de melanosomas, organelos de cor que estão no interior da estrutura das penas e do cabelo nas modernas aves e mamíferos, e são responsáveis pelos tons de negro, cinzento e as várias paletas de laranja e castanho.

Estas melanosomas foram descobertos em penas de numerosos fósseis de aves e dinossauros encontrados na China – onde se encontram jazidas preservadas em excelentes condições e se fizeram descobertas muito importantes para ajudar a compreender a história dos dinossauros.

Estas descobertas, dizem os cientistas (a equipa inclui chineses, britânicos e irlandeses) confirmam o já substancial corpo de provas de que as aves evoluíram a partir dos terópodes (dinossauros carnívoros). “Agora sabemos que as penas mais simples, em dinossauros como o “Sinosauropteryx” estavam apenas em zonas limitadas do seu corpo – por exemplo, numa espécie de coroa, ao longo da coluna, e à volta da cauda – pelo que ao nível da regulação térmica só poderiam ter uma função muito limitada”, comenta Michael Benton, da Universidade de Bristol, citado num comunicado de imprensa da instituição.
 PÚBLICO 27/01/10