BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Reacções catabólicas – Experiência de Pasteur 11 de Maio de 2009

Filed under: Uncategorized — Prof. Cristina Vitória @ 17:52
Tags: , , , , ,

No mundo biológico existem processos de catabolismo que ocorrem na presença de oxigénio, aerobiose, ou na ausência de oxigénio, anaerobiose. Estes processos foram estudados por muitos investigadores desde o século passado.aerobiose_anaerobiose_1

Aerobiose – Processo de respiração celular, isto é, ao conjunto de vias metabólicas pelas quais a molécula de glicose (principal substrato de produção energética das células) é oxidada, ocorrendo a libertação de energia biologicamente útil, que é armazenada em moléculas de adenosina tri-fosfato (ATP).

Anaerobiose – Ocorrência de reacções químicas na ausência de oxigénio. É utilizado para designar os processos bioquímicos através dos quais determinados seres vivos, normalmente muito simples, ou determinadas células eucarióticas, são capazes de, na ausência do oxigénio, levar a cabo reacções catabólicas de produção de energia a partir de nutrientes, geralmente, a glicose. Alguns seres vivos, essencialmente procariontes, apenas conseguem sobreviver em condições de anaerobiose, sendo pouco resistentes à acção oxidativa do oxigénio.

Ficha de Trabalho

No início da segunda metade do século XIX, Louis Pasteur realizou um conjunto de experiências com leveduras. As leveduras são fungos unicelulares que se multiplicam rapidamente em condições favoráveis, e que se desenvolvem, sobretudo, em meios ricos em açucares, como, por exemplo, nas flores e nos frutos suculentos, como as uvas. A actividade experimental que se segue é baseada numa experiência realizada por Louis Pasteur.

pasteur_at_work1– Foi adicionada a duas garrafas, A e B, uma solução de glicose e leveduras. A garrafa A foi hermeticamente selada e a garrafa B manteve-se destapada. Na garrafa A verificou-se uma multiplicação reduzida de leveduras, um pequeno aumento de temperatura e a formação de etanol. Na garrafa B verificou-se uma multiplicação acentuada de leveduras, um razoável aumento de temperatura e não se formou etanol. Em ambas as garrafas ocorreu formação de CO2.

 1.1– Identifica a variável deste procedimento experimental.


1.2– Classifica, de acordo com a resposta anterior, os meios em que se desenvolveram as leveduras, nas duas garrafas.

1.3– Indica onde obtiveram as leveduras energia para se multiplicarem.

1.4– Refere que tipo de reacções (de anabolismo ou catabolismo) ocorreram nas garrafas. Justifica.

1.5– Interpreta o aumento de temperatura verificado nas garrafas.

1.6– Refere porque podemos afirmar que as leveduras podem obter energia tanto na presença como na ausência de oxigénio.

1.7– Explica a ocorrência de uma multiplicação mais intensa na garrafa B.