BioGeogilde Weblog

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais, Biologia Geologia e Biologia

Transporte no floema – experiência de Marcello Malpighi 5 de Maio de 2009

Filed under: Uncategorized — Prof. Cristina Vitória @ 22:13
Tags: , , , ,

experiencia_malpighi2O movimento xilémico garante o transporte de água e sais minerais até às folhas, para aí se produzirem substâncias orgânicas, pelo processo fotossintético. No entanto, como a fotossíntese não ocorre em todas as células, as substâncias produzidas nas folhas têm que ser transportadas para as restantes células da planta.

Experiência de Marcello Malpighi

Grande parte dos dados relativos ao movimento descendente de seiva elaborada foram obtidos a partir de experiências em que se removeu um anel estreito dos tecidos exteriores ao xilema.

Anúncios
 

Transporte no xilema: hipótese da tensão-coesão-adesão

tensaocoesaoadesaoA hipótese da tensão-coesão-adesão explica a ascensão da seiva bruta desde a raiz até às folhas com base na existência de uma relação entre a absorção radical e a transpiração estomática ao nível das folhas. Constitui um dos modelos mais aceites para explicar o transporte de seiva xilémica.

Hipótese da tensão-coesão-adesão – A ascensão da seiva xilémica é explicada pela dinâmica criada por dois fenómenos relacionados: a transpiração estomática a nível foliar e a absorção radicular.A energia solar é a principal responsável pela transpiração, pondo em movimento ascendente a coluna de água e solutos. Na ascensão da seiva xilémica intervêm vários fenómenos sequenciais:

– Perda de água por transpiração, ao nível das folhas , cria um défice de água, o que origina uma força de tensão que se transmite até ao xilema e a partir deste às células da raiz e à solução do solo, o que determina a absorção de água na raiz ;

– as moléculas de água unem-se por pontes de hidrogénio, devido a forças de coesão, o que vai facilitar sua ascensão em coluna ;

– as moléculas de água também estabelecem ligações com as paredes dos vasos xilémicos, por acção de forças adesão que vão facilitar, também, a ascensão em coluna da água;

– a água ascende sob a forma de uma coluna contínua.

 

Falhas na hipótese da pressão radicular

Filed under: Uncategorized — Prof. Cristina Vitória @ 21:49
Tags: , ,

A teoria de pressão radicular torna-se evidente quando observamos certos fenómenos como a exsudação e a gutação (figura seguinte).399511

Esta teoria não consegue explicar alguns aspectos, tais como:

· A pressão radicular medida em várias plantas não é suficientemente grande para elevar a água até ao ponto mais alto de uma árvore grande.

· A maioria das plantas não apresenta gutação nem exsudação.

· As plantas das zonas temperadas não apresentam exsudação nos planos de corte, efectuando até, por vezes, absorção de água.

· Existem determinadas coníferas que possuem uma pressão radicular nula.

 

Transporte no xilema: hipótese da pressão radicular – evidências

Filed under: Uncategorized — Prof. Cristina Vitória @ 21:45
Tags: , , , ,

O fluxo passivo da seiva xilémica para a parte superior da planta é bastante rápido e pode alcançar uma altura degiantsequoias mais de 100 metros.

Que mecanismos estarão envolvidos no movimento ascendente de água e de solutos no xilema ?

Várias teorias têm sido sugeridas para explicar o movimento de ascenção da água e dos solutos, principalmente iões minerais, uma vez chegados ao xilema. As teorias desenvolvidas recorrem à acção de forças físicas para explicar esse movimento.

A teoria da pressão radicular caracteriza-se pelo desenvolvimento de uma pressão positiva no xilema, na região das raízes, que serve para impulsionar a seiva bruta para cima.

Pressão radicular – Tipo de pressão que permite que a água absorvida pela raiz se desloque até à extremidade superior da planta. Admite-se que esta pressão tanto é devida à osmose, desde o solo até ao interior da raiz, como a um transporte activo em consequência dos sais do xilema que possibilita um gradiente de concentração que permite o movimento da água.

Teoria da pressão radicular:

– A contínua acumulação de iões nas células da raiz tem como consequência a entrada de água para a raiz da planta por osmose.

– As forças osmóticas geram uma pressão que poderá explicar a ascensão de água no xilema, em algumas situações.

– O efeito da pressão radicular pode ser observado quando se efectuam podas tardias em certas plantas, verificando-se a saída de água pela zona dos cortes, num processo conhecido por exsudação.

– Quando a pressão radicular é muito elevada, a água é forçada a subir até às folhas, onde é libertada sob a forma líquida, num fenómeno designado por gutação.
junho-de-2008-119180px-guttation_neguggul_tree_resin

 

Absorção de água e solutos pela planta

A maior parte da água e de solutos necessários à planta são absorvidos pela epiderme e, particularmente, pelos pêlos absorventes da raiz. Posteriormente, e através de um transporte célula a célula, a água atingirá os tecidos vasculares.

Absorção de água e solutos pela planta:
simplasto_apoplasto_1

A eficiência da captação de água pela raiz deve-se aos pêlos radiculares (extensões das células epidérmicas que aumentam muito a área de absorção.
Os iões presentes na solução do solo em concentração elevada entram nas células da raíz por difusão simples.

Podem entrar iões contra o gradiente de concentração por transporte activo.

A água entra por osmose.

O transporte activo de iões, célula a célula, faz também com que a água passe, por osmose, até ao xilema.

A água e os iões, uma vez chegados ao xilema, constituem a seiva bruta ou seiva xilémica.

 

As piores piadas do Mundo… ou não!

Filed under: Curiosidades — Prof. Cristina Vitória @ 13:12
Tags: , , ,

mous_anmQual é a única comida que liga e desliga?   – O Strog-On-Off.
O que é que um tomate diz para o outro? -Tomatas-me!
O que é que um tubarão diz para o outro? -Tubaralhas-me!
O que é que uma impressora diz para a outra?-Essa folha é tua ou é impressão minha?
Diz a massa para o queijo: – Que maçada! Responde o queijo: – E eu ralado!
Sabem quando é que os americanos comeram carne pela primeira vez? – Foi quando la chegou o cristovão co-lombo
No hospital, diz o médico:– O senhor é o dador de sangue? – Não, eu sou o da dor de cabeça!
Dois iogurtes atravessaram a rua e foram atropelados. Um morreu, o outro não, porquê? – Por que um deles era Longa Vida.
Porque é que o elefante não pega fogo?– Porque ele já é cinza.  

O que é que a galinha foi fazer na igreja?– Assistir à Missa do Galo.
Como é que as enzimas se reproduzem?– Fica uma enzima da outra.

Por que o galo canta de olhos fechados? – Porque ele já sabe a letra da música de cor.  
O Batman pegou no seu bat-sapato social e no seu bat-blazer. Onde ele foi? – A um Bat-zado.
Como é que o Batman faz para que abram a bat-caverna?– Ele bat-palma. 
Como se faz uma omeleta de chocolate ?– Com ovos da Páscoa!  
Por que é que na Argentina as Vacas vivem a olhar para o céu?– Porque tem ‘Boi nos Ares’!
Para que servem óculos verdes?– Para verde perto.
Para que servem óculos vermelhos ? – Para vermelhor.
Por que a mulher do Hulk se divorciou dele ?– Porque ela queria um homem mais maduro.
Já conheces a piada do fotógrafo? – Ainda não foi revelada. 
Como se fala top-less em chinês? – Xem-chu-tian.
Sabes qual a diferença entre uma lagoa e uma padaria ? – Na lagoa há sapinho, e na padaria ‘assa pão’
O que é que um cromossoma fala pró outro? – Cromossomos bonitos!